PAULO POLI NETO

Gestor e Médico de Família

Escolhi a medicina de família no último ano da faculdade, não conseguia me imaginar cuidando de um grupo pequeno de doenças e já gostava bastante do contato aberto e continuado com os pacientes. Mais tarde me dei conta de que meu avô materno (médico por décadas em Arapongas-PR) e meu pai, clínico e cirurgião geral no final do Mato Grosso, em Paranaíta, foram inspirações para esse desejo de estar disponível, ao lado dos pacientes, para a maioria dos seus problemas de saúde.

Após o curso de medicina na UFPR, fiz a residência em medicina de família na PUC-PR, e rumei para Florianópolis-SC, onde comecei a atuar como médico e pude fazer o mestrado e o doutorado. Os nove anos de experiência na organização de serviços de atenção primária e na formação médica me trouxeram de volta para Curitiba, onde além de atuar como médico de família (Hospital da Cruz Vermelha) tenho contribuído para a gestão de serviços de saúde pública e suplementar e na formação de estudantes e residentes como professor na UFPR.

Participar da criação e trabalhar na Clínica Tempo é um sonho antigo, o de trazer para o Brasil o modelo de medicina de família de países como Inglaterra, Canadá, Holanda, dentre outros, em que uma equipe de saúde se organiza autonomamente para ser sua referência de saúde mais próxima e disponível.

Sou casado com a Bianca, médica de família e administradora da Tempo. Temos dois filhos, o João Paulo e o Nuno, e nas horas livres o que mais gostamos é de caminhar e de pedalar pela cidade, descobrindo seus cantinhos.

Vamos juntos, nessa caminhada?